Entre idas e vindas… Raimundos!

O grupo foi constituído em Brasília ainda no ano de 1987. Era formado pelos vizinhos Digão na bateria, e Rodolfo Abrantes na guitarra. Na época, faltava um baixista, e então Canisso passou a tocar com a dupla.

Raimundos é portanto, uma banda de rock brasileira que tem seu nome derivado de uma de suas maiores influências, a banda Ramones. e com oito discos autorais, trinta anos de existência e mais de cinco milhões de cópias vendidas, é uma das principais bandas de rock no Brasil.

A primeira apresentação da banda foi realizada na casa de Gabriel Thomaz, cantor do Autoramas, durante a virada de ano de 1988. Fred, que estava presente se tornou baterista da banda. E dentre suas influências, Raimundos também incorporou a cultura nordestina, influenciados por Zenilton, compositor de forró, considerado pelos integrantes da banda como sua maior influência nordestina.

O ritmo da banda se manteve constante até sua separação, em 1990 quando Canisso começou a estudar Direito e também teve filhos; Digão deixou de tocar bateria por problemas auditivos e começou a tocar guitarra; e Rodolfo por sua vez passou a cantar na banda Royal Street Flesh, casou-se e mudou-se para o Rio de Janeiro.
Apesar da separação o retorno se deu em 2 anos depois em 1992. Digão passou para a guitarra, a banda procurou um baterista, chegou até a usar bateria eletrônica, mas não obtendo bons resultados e recrutam Fred, que na época já era fã do grupo.

Em 1994, lançam seu primeiro disco, intitulado apenas como Raimundos. O disco teve boa aceitação e vendeu mais de 150 mil cópias. Os Raimundos se consolidaram com participações nos festivais Monsters of Rock e Hollywood Rock, onde tocaram ao lado de grupos clássicos como Motorhead e Iron Maiden. Em 1996 lançaram uma caixa com CD, história em quadrinhos e fita VHS chamada de Cesta Básica.

Mas no começo de 2001, Rodolfo decidiu deixar a banda para viver de acordo com sua crença e os integrantes restantes resolveram retornar com a banda. Lançando, inclusive o disco Éramos Quatro.

Apesar do seguimento com a banda, mesmo após a saída de Rodolfo, a banda ficou um longo período fora da mídia. O tempo passou, e com ele vieram os choques de agenda, fato que ocasionou o retorno de Canisso, inicialmente apenas para um concerto. Fred, que já andava discordando musicalmente com Digão, resolveu sair da banda, já que tinha brigado com Canisso, que se torna fixo na banda novamente. Caio, baterista do Dr. Madeira, é chamado ao lugar de Fred. A banda voltou a fazer vários shows, lançou uma turnê em 2008, rotulada de “A volta de Canisso”, continuaram fazendo shows de médio porte pelo Brasil inteiro, resgatando velhos fãs e conquistando o público mais jovem. Essa turnê conseguiu fazer a banda voltar à evidência.

E no aniversário de 25 anos de lançamento do álbum de estreia da banda, foi lançada a turnê comemorativa com a presença do baterista Fred, na qual dividiu a apresentação com Caio, numa inusitada formação com duas baterias no palco.

E recentemente, no ano passado, em 2019, a banda foi convidada a se apresentar o festival Rock in Rio. Canisso, Digão, Caio e Marquim dividiram o Palco Mundo com a banda CPM 22, sendo uma das apresentações destaques da segunda noite do festival.

 

Comentários